Lgcta2.gif (7527 bytes)

 

Rede CTA-Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br


01030000001 - Environment Commodities  - Porto Alegre - Florestas vão virar commodities, por Canais Zeek!  - Correio do Povo - 1º.06.2000

03/06/2000 00:28:39

Environment Commodities  - Porto Alegre
Canais Zeek!  - Correio do Povo - 1º.06.2000

Florestas vão virar commodities

Criação das commodities ambientais será tema de debate hoje, na Semana Estadual do Meio Ambiente

Mapa florestal indicará áreas para exploração econômica e preservação

O Rio Grande do Sul será, a partir de novembro, o único Estado a manter um inventário florestal contínuo, delineado a partir de satélite. 'O projeto, realizado em conjunto com a UFSM, está na fase do trabalho de campo para verificação das informações', revelou ontem o secretário estadual do Meio Ambiente, Claudio Langone. Segundo ele, o mapa indicará as áreas com potencial de exploração econômica e as que devem ser preservadas. 'A Metade Sul poderia estar em um projeto-piloto para o reflorestamento econômico', adiantou Langone. O secretário informou que 'há interesse de organismos internacionais' na questão e que estão sendo mantidos contatos com ONGs e entidades ligadas à indústria e à empresas florestais.

Projetos de preservação ambiental dariam início à criação das commodities ambientais gaúchas, conforme o secretário. 'Elas foram criadas a partir da conferência mundial Eco 92, como forma de os países mais poluidores do planeta compensarem os prejuízos que causam ao meio ambiente através de financiamentos de projetos preservacionistas ou de reflorestamento', explica o presidente da Ageflor, José Lauro de Quadros. Segundo ele, atualmente, uma tonelada 'seqüestrada e fixada' de gás carbônico vale entre 3 e 10 dólares nas américas Central e Latina. O 'seqüestro' de carbono e a proteção da biodiversidade serão discutidos hoje, às 20h no auditório do Direito da Ufrgs, dentro da programação da Semana Estadual do Meio Ambiente 2000, que seguirá até o próximo dia 12. No debate estarão o presidente da Fepam, Nilvo Luiz Alves da Silva, o coordenador de campanhas do Greenpeace, Délcio Rodrigues e o consultor do assunto para o Ministério e ex-secretário do Meio Ambiente de São Paulo, Fábio Feldmann.

Enviado por Joelma Cavalcanti emai: jorj@gbl.com.br  ======================================================

Penso que algum jornalista bem informado da imprensa gaúcha poderia dar uma forcinha para o pessoal do governo do Rio Grande do Sul informando que a "criação" de Commodities Ambientais já está bem adiantado e que existem vários projetos encaminhados ao Funbio - braço financeiro do Banco Mundial através do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera - CNRB-MA e Secretaria de Desenvolvimento Sustentável do Ministério do Meio Ambiente.

No mais todo encontro, debate e seminário sobre o tema e principalmente atitudes concretas e "gargantas ecoando na imprensa" são muito bem vindas.

Independente da falta de comunicação e integração com os pioneiros na "criação de commodities ambientais" os organizadores estão de parabéns!

Amyra El Khalili - Coordenadora da proposta BECE - Brazilian Environment Commodities Exchange para o Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica - CNRB-MA

Enviado por Joelma Cavalcanti emai: jorj@gbl.com.br 


"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"     Peter Drucker

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico