Lgcta2.gif (7527 bytes)

 

Rede CTA-Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br


01042000001 - Environment Commodities - Rio Grande do Sul x - Estação Ecológica do Taim - Ney Gastal

Environment Commodities -

Campanha Rio Grande do Sul

Associação Brasileira para a Preservação Ambiental ABRAPA

Estação Ecológica do Taim

Por Ney Gastal*

A Estação Ecológica do Taim, localizada entre as cidades de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar, é a mais meridional das unidades de conservação do Brasil. Com uma área de quase 34 mil hectares, apresenta ecossistemas integrados, porém de características diversas, como campos, dunas, matas, praias e, principalmente, banhados. É justamente o Banhado do Taim que dá nome à estação, e foi a preservação de uma espécie que o habita, o cisne-do-pescoço-negro, ou pato arminho (cygnus melancoryphus) que serviu de elemento deflagrador para a criação daquela ESEC (Estação Ecológica). No início da década de 90, a região enfrentava o momento final de um longo período de seca, que ameaçou seriamente a preservação da flora e da fauna da região. Ainda que secas sejam fenômenos naturais e cíclicos em todo o Rio Grande do Sul, o avanço da fronteira agrícola no entorno do Taim, principalmente das lavouras de arroz, levou ao uso intensivo do recurso natural "água", fazendo com que os anos de seca potencializassem seu impacto a um nível nunca antes verificado. Por outro lado, a implantação da Estação Ecológica e de sua área tampão modificaram profundamente os hábitos tradicionais dos habitantes mais pobres da região, principalmente pescadores, que viram limitada sua área de atuação e, repentinamente, foram colocados sob intensa fiscalização federal.

Foi neste contexto que, em julho de 1990, a ABRAPA (Associação Brasileira para a Preservação Ambiental, ONG ambientalista sem fins lucrativos) deu início ao Projeto Pró-Taim, procurando buscar parcerias na iniciativa privada para auxiliar o Poder Público na batalha pela preservação e recuperação do Taim como um todo, em seus aspecto natural, econômico e social, configurando assim uma verdadeira ação de desenvolvimento sustentável.

Objetivo semelhante ao que cinco das mais tradicionais seguradoras gaúchas estavam buscando para servir de mote à criação do primeiro Clube de Seguros do Estado. Foi assim que, em 1991, nasceu o Clube de Seguros Abrace o Taim, dedicando 10% de sua arrecadação bruta para ações ambientais na região do Taim, visando agir de modo integrado na preservação ambiental, principalmente na agilização de recursos emergencias para a própria Estação, e na recuperação econômica e social da região, através de ações de educação ambiental e de orientação da população do entorno da Estação para novas alternativas econômicas.

Desde sua fundação, ainda em 1990, um dos objetivos básicos da ABRABA tem sido o de mobilizar a sociedade civil para a questão ambiental, tomando como base prioritária a preservação do Taim. Levando ao extremo o conceito de ONG (Organização Não Governamental) a ABRAPA, nestes quase oito anos de existência, jamais recorreu aos cofres públicos em busca de ajuda seja para o que for. Ao contrário: todos os seus recursos são buscados na sociedade civil e na iniciativa privada, e em grande parte aplicados no auxílio direto (inclusive manutenção de veículos, pagamento de funcionários horistas e conclusão de obras físicas) de a uma unidade federal, no caso a ESEC Taim. Entre as empresas que já deram colaboração a ABRABA estão a Kodak, Taurus, Gang, Labfarma, Ferramentais Gerais, Editora Intermédio e outras, além, é claro, da parceria do Clube de Seguros Abrace o Taim. Profissionais de diversas áreas já colaboraram gratuitamente com estudos, fotos, textos, planejamento visual e editoração de material gráfico.

Gang volta a atuar em defesa do Taim

Pouco mais de dois anos depois de realizar um mês de intensas atividades em benefício da região do Banhado do Taim, com ênfase no apoio às iniciativas de conservação ambiental e no auxílio à população carente da Vila do Taim, a Gang volta a atuar com o mesmo objetivo. Mas calma! Não se trata, como pode parecer à primeira vista, de um grupo de bandoleiros que atue naquela região, roubando dos ricos para dar aos pobres e ecologistas, uma espécie de Robin Hood modernos.

Na verdade, mais uma vez o "Help do Mês" da rede de Lojas Gang estará arrecadando fundos para o Projeto Abrace o Taim, gerenciado pela ABRAPA - Associação Brasileira para a Preservação Ambiental – na área e no entorno da Estação Ecológica do Taim, entre Rio Grande e Santa Vitória do Palmar.

Assolada pela seca (praticamente não choveu por lá nos últimos meses, nem durante o carnaval) a região do Taim abriga a maior unidade de conservação do Estado, e é também um dos maiores reservatórios de água doce do Rio Grande do Sul. Em termos de fauna, é o mais importante – senão último – ponto de nidificação do cisne-do-pescoço-negro em território brasileiro, razão pela qual esta ave única e belíssima foi escolhida para ilustrar a campanha.

As camisetas terão versões em duas cores (preta ou crua) estarão à venda em toda a rede das Lojas Gang, ao preço único de R$ 12,00. O valor arrecadado será, ao final da campanha, destinado a ABRAPA, para aplicação em suas atividades na região do Taim, principalmente nas ações de educação ambiental. As camisetas estarão disponíveis a partir da próxima semana (dia 15/03), nas lojas da capital e do interior.

Projeto Help do Mês

O Projeto Help do Mês foi criado em abril de 1997, por Lojas Gang, com o objetivo de ajudar Entidades filantrópicas, ecológicas e outras sem fins lucrativos.

O projeto vem sendo realizado há quase três anos. Durante todo esse tempo, já foram auxiliadas 15 entidades, com a venda de cerca de 12.000 camisetas, resultando em mais de R$ 60.000,00 de doações em espécie.

As Entidades que já participaram do Projeto são as seguintes: ADFG–Amigos da Terra; Instituto da Mama do Rio Grande do Sul, SOS Inverno 97 e 98, Projeto Baleia Franca, Associação dos Amigos do Theatro São Pedro, Projeto Vida Urgente, GAPA/RS, Sociedade Brasileira de Dermatologia–seção RS, AGAPAN–Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, ABRAPA/Abrace o Taim, Instituto do Câncer Infantil/RS, Instituto da Criança com Diabetes, Teatro Elis Regina, Campanha do Agasalho 99 e Movimento Sinal Vermelho para a Esmola.

RESULTADOS OBTIDOS:

O Projeto Help do Mês proporcionou que diversos trabalhos desenvolvidos por entidades sociais pudessem ser implantados, aprimorados ou, simplesmente, mantidos em funcionamento.

Dentre os benefícios proporcionados, podem ser destacados:

· aquisição de uma nova central e novos terminais telefônicos para o GAPA/RS, o que beneficiou diretamente um grande número de pessoas que utilizam os servidos de aconselhamento e informações com o Disque-AIDS, serviço prestado pela entidade.

· distribuição de cobertores para crianças carentes do nosso estado, através do Programa SOS Inverno em 97 e de leite em pó em 98.

· continuidade no programa de prevenção do câncer de mama, do Instituto da Mama do RS, e de prevenção ao câncer de pele, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

· desenvolvimento de ações de conscientização ecológica, com as campanhas Amigos da Terra, Agapan e Projeto Baleia Franca;

· melhorias de condições de vida para a população da Vila do Taim, através de doações de roupas, material escolar e ações de educação ambiental;

· apoio na campanha de conscientização do binômio álcool-direção realizada pelo Projeto Vida Urgente;

· auxílio no suprimento dos gastos com tratamento e transplantes do Instituto do Câncer Infantil;

· pagamento do projeto arquitetônico da futura sede do Instituto da Criança com Diabetes;

· contribuição para a construção da parte estrutural do Teatro Elis Regina;

· manutenção do fundo de calamidades do Programa Cidadania Alerta, com a compra de leite em pó;

· desenvolvimento de projeto para atender meninos de rua do nosso estado.

oraram gratuitamente com estudos, fotos, textos, planejamento visual e editoração de material gráfico.

Contamos com sua ajuda para divulgar esta campanha !

Ney Gastal* é jornalista, ambientalista e membro de diversas ONGs atuantes no Estado do Rio Grande do Sul email: gastal@uol.com.br

Os nossos parabéns ao movimento ambientalista gaúcho que comprova a importância da participação da iniciativa privada no apoio as ONGs - assim sendo: Organizações Não Governamentais - entende-se "sem" dinheiro do governo!

Amyra El Khalili

"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"     Peter Drucker

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico