Lgcta2.gif (7527 bytes)

 

Rede CTA-Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br


01047003001 - Environment Commodities x Cidadania - Flórida, USA - Fonte D'Água - Um mundo de recíproca doação, por Seicho Taniguchi

03/06/00 01:35:56

Environment Commodities x Cidadania - Flórida, USA
Fonte D'Água  -www.ces.fau.edu
Florida Center for Environmental Studies

Um mundo de recíproca doação

Por Seicho Taniguchi*

Ninguém é capaz de viver por si só. Todos vivem recebendo favores de outras pessoas. Aliás, no momento em que nasce, o homem recebe o corpo carnal de seus pais, cresce recebendo auxílio de sua família e de outras pessoas. No entanto, às vezes, sem perceber passa apensar apenas em si próprio, deixando praticamente de se preocupar com a família e com outras pessoas, tornando-se egocêntrico.

E, então, como isso é incorreto, á advertido de diversas maneiras. A família o orienta, e também várias pessoas da sociedade manifestam sua "reclamações". Se aceitar tudo isso com docilidade, o ser humano poderá crescer e evoluir de maneira brilhante e tornar-se magnífico. Porém, quando se volta contra isso e diz "Não se intrometa naquilo que é meu, pois eu faço como eu quero", surgirá mais tarde uma dificuldade ainda maior, que servirá de "advertência" ele.

Até a primeira quinzena de julho deste ano, Tóquio viveu dias de total seca, chegando a faltar água nas torneiras. Porém, como havia um pouco de abastecimento, ainda que  precariamente, certa pessoa resolveu jogar água em seu quintal, sem economia nenhuma. Seus vizinhos chamaram-lhes a atenção, mas ela lhes respondeu:

- Eu pago minha conta da água em dia, portanto, tenho direito de usá-la. A culpa é da metrópole de Tóquio que não constroe uma represa capaz de armazenar mais água.

No entanto, mesmo que culpa a prefeitura, o governo, diante da situação realmente crítica de falta d'água, que se agravou ainda mais, essa pessoa também não podia mais utilizar a água livremente. Em situações como esta, é necessário que haja conscientização de que se trata de "água preciosa, para uso de toda a população da metrópole de Tóquio", em vez de encarar como um problema alheio a si. Caso contrário, a vida em sociedade não evolui de maneira natural.

Felizmente, ao final de julho, sofrendo as conseqüências do Tufão n.5, as frentes que atingiram o arquipélago japonês provocaram chuvas em todo o país, e a represa de água da metrópole de Tóquio recuperou seu volume, chegando a mais de 100 milhões de toneladas.

Esta foi, sem dúvida, uma chuva abençoada, trazida pelo "Sr. Tufão".

Os homens recebem auxílios entre si, mas também podem ser auxiliados até mesmo por um tufão e receber água em abundância. Entretanto, com o passar do tempo, começaram a enfatizar somente os danos causados por ele, encarando-o como algo tenebroso e inconveniente.

Tanto o homem quanto o tufão, e também os pássaros e outros animais, às vezes, podem causar estragos nas plantações do homem. Porém, ao criticá-lo de maneira unilateral, encarando-os como "inimigos", a pessoa irá isolar-se e levar uma vida solitária. Mas, se, ao contrário, conseguir encará-los como seus "aliados" e tiver sentimento de gratidão e mente capaz de partilhar e doar, essa pessoa receberá retribuições também de inúmeras pessoas, seres vivos e até mesmo de um tufão, diminuindo os danos e aumentando suas vantagens.

O ensinamento "Dá e receberás" não se refere ao dinheiro, e sim à questão de atitude mental.

Seicho Taniguchi* é Mestre espiritual da Seicho-No-IE - Tóquio, Japão

Da revista Hikari no Izumi - Fonte de Luz-  ano XLVII, 11/87, N11., P.
4-5  - Edição em Portugues novembro/99 - Revista Fonte de Luz

Artigo selecionado pela Rede CTA especial para o Fonte D'Água

Inscreva-se através do e-mail: fontedagua@centauri.ces.fau.edu

Fortalecendo o Diálogo Interamericano sobre Manejo de Recursos Hídricos
REDE INTERAMERICANA DE RECURSOS HÍDRICOS - RIRH
 www.iwrn.net   e www.waterweb.org


"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"     Peter Drucker

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico