Lgcta2.gif (7527 bytes)

Rede CTA-Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br


02092000001 - Space Commodities - CORECON São Paulo - Jornal do Economista - http://www.coreconsp.org.br/ - Junho/2000 - Economistas protestam contra comercial da UOL - 28/07/00,03:14:00

Space Commodities - CORECON São Paulo

Jornal do Economista - http://www.coreconsp.org.br/ - Junho/2000

Economistas protestam contra comercial da UOL

Os economistas estão indignados com o teor de um comercial do provedor de Internet Universo Online (UOL), veiculado na mídia televisiva, em que alguns personagens mostram as vantagens em adquirir a assinatura do provedor, enquanto outros resistem. Um desses personagens resistentes, inclusive, ridiculariza a idéia da assinatura com o argumento de que sabe do que está falando, pois é economista.

Para dar voz à indignação dos economistas paulistas, os presidentes das três entidades representativas da categoria – Luiz Alberto Machado, do Corecon; Jamil Zantut, do Sindecon; e Sideval Francisco Aroni, da Ordem dos Economistas – encaminharam uma carta a Luis Frias, presidente da Universo Online, protestando contra o teor da peça publicitária e solicitando a suspensão de sua veiculação na mídia.

Segue a minuta do documento encaminhado ao presidente da Universo Online, assinado pelos presidentes das três entidades representativas dos economistas:

"Senhor Presidente,

"Representando os mais de 25.000 economistas em São Paulo, que têm procurado suas entidades – profissionais e estudantes – indignados com o comercial levado ao ar por essa empresa, em que a figura do economista, de forma grosseira, é ridicularizada, vimos solicitar a sua retirada do ar, reservando à nossa profissão o respeito que ela merece, pela dignidade desses profissionais e futuros profissionais, aviltados que foram pela imagem negativa que está sendo propagada a nível nacional.

"A profissão de economista, em São Paulo, data da primeira turma de formados pela Escola Álvares Penteado, em 1934. Desde então, personalidades de grande expressão têm abraçado a carreira da qual se orgulham de pertencer, como o nosso atual presidente do Banco Central, Armínio Fraga, justificadamente eleito o "Economista do Ano de 1999", e outros colegas que marcaram sua trajetória no cenário nacional.

"As entidades representativas dos economistas em São Paulo têm procurado, desde a sua fundação, defender os interesses desses profissionais, seja na fiscalização da profissão, na realização de cursos de reciclagem, buscando mantê-los sempre atualizados nas mais variadas áreas de atuação em que são requisitados, ou, ainda, na prestação de serviços, através do Banco de Informações Econômico-Sociais (BIES), que coloca à disposição dos colegas os mais variados índices e pesquisas necessários ao bom desempenho de seu trabalho, além de promover o debate dos principais temas da conjuntura, propugnar pela melhoria da qualidade de ensino dos cursos de Ciências Econômicas e promover o resgate da cidadania, via Fórum de Acompanhamento do Orçamento Público da Cidade de São Paulo, que busca conscientizar a sociedade dos seus direitos enquanto cidadãos e pagadores de impostos.

"Por todo o exposto, não podemos receber com indiferença um comercial tão depreciativo como o veiculado e contamos com a compreensão de Vossa Senhoria, apoiando esta justa solicitação. Temos certeza de que o sucesso alcançado pela UOL junto aos vários internautas deste País prescinde de recursos dessa natureza; ao contrário, depõem contra a sua imagem positiva junto aos assinantes.

"Gratos desde já pela boa acolhida que for dispensada, colocamo-nos ao inteiro dispor para o que se fizer necessário."


Respeito é bom, e nós (Economistas) gostamos!

A tecnologia nos dá uma liberdade de expressão que não pode ser negligenciada pela prepotência, pela arrogância anti-ética de acreditar que quando se está atrás de uma tela de computador o indivíduo tem o direito de caluniar e difamar .

Em muitos casos a covardia é tão latente que convenientemente o "elemento" se esconde atrás de um pseudônimo.

Recentemente fui chamada de "economista assassina" por uma incauta que acredita estar coberta por um pseudônimo numa dessas listinhas de discussões pela net. Também meu nome e sobrenome foi usado como nick name num chatt de sexo da UOL - Universo On Line, que no primeiro momento se mostrou disposta a colaborar com as investigações para desvendar o IPÊ do usuário, mas posteriormente passou a dificultar além de cancelar uma entrevista anteriormente agendada desta escriba no BatePapo da UOL alegando que a persona convidada era uma figura "inexpressiva", entre outras argumentações sem fundamento.

Então por que agendou?  Para ter o prazer cretino de cancelar?

No programa "Observatório da Imprensa" TV Cultura- de 25/07, o Jornalista Alberto Dines acusa a UOL de realizar uma censura branca contra o OBS rompendo o contrato com o referido programa após este fazer uma crítica ao Grupo Folha de São Paulo.

Nada como um dia após o outro...

A comunidade jornalística antes de se mobilizar para reivindicar seus direitos deveria exercer sim, um movimento pela ética e contra o corporativismo na internet, faria bem a todos nós. 

Inclusive ajudaria muito a trazer investidores isentos ao invés de afastá-los.

Amyra El Khalili - CORECON - 25.401-0

Economista com muito orgulho, até por que também somos seres humanos e dignos de todo o respeito independente de nossas opiniões e divergências profissionais!


"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"     Peter Drucker

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico