Lgcta2.gif (7527 bytes)

Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 -
amyra@netdoctors.com.br


03027000053 - Environment Justice x Finance - Meio Ambiente versus Direitos Humanos - Por Sidney Grippi 03/09/00

Environment Justice x Finance -

Meio Ambiente versus Direitos Humanos

Por Sidney Grippi*

Dentre os fatores de sucesso para a melhoria da qualidade de vida das pessoas, o que pode ser plenamente entendido como sinônimo de cidadania ou simplesmente direitos humanos, está o processo da educação ambiental.

Segundo os maiores especialistas, a educação ambiental ensina regras claras para as relações do homem com o meio ambiente e com a natureza. Estas regras são de vital importância, pois mesmo sendo o homem um elemento da própria natureza, ele é um agressor em potencial.

A preservação dos elementos bióticos e abióticos dos ecossistemas, além dos recursos naturais, são indispensáveis para o equilíbrio do homem com a natureza, pois sem estes elementos, é impossível a sobrevivência humana. Neste sentido, a educação ambiental deve começar nas escolas. As crianças no processo de aprendizagem e formação escolar, podem muito cedo aprender a preservar e a entender a importância dos recursos naturais para nossa vida. Governos tem implantado suas políticas de educação ambiental, seguindo a diretiva maior que é a Política Nacional de Educação Ambiental, mas ainda temos poucos exemplos práticos de sucesso.

Os centros urbanos tem sofrido muito com o aumento populacional, fato este que está diretamente relacionado com o desequilíbrio ambiental em nossas metrópoles. A cada ano as reservas de alimento precisam ser garantidas fazendo com que a pressão do homem sobre a terra aumente cada vez mais, objetivando sua expansão para a agricultura. Mais gente consumindo, mais lixo sendo gerado, e assim por diante. A educação ambiental é de vital importância para o aprendizado deste equilíbrio. Além do preocupante crescimento das populações, é preocupante como o homem administra mal os recursos naturais e a biodiversidade. Desmatamentos, queimadas e poluição das águas com despejos industriais e domésticos, são alguns exemplos da má utilização dos recursos naturais; o homem polui a própria água que ele utilizará. Nossa espécie não sabe preservar; ela mesma desequilibra e não pensa no amanhã, nas gerações futuras que ainda utilizarão estes recursos. Desta forma, podemos afirmar que os direitos do homem com relação ao meio ambiente, ele mesmo não os preserva adequadamente, o que pode gerar um antagonismo quando o mesmo homem requer cidadania.

Os mecanismos de atuação ambiental dos governos, podem ajudar neste processo de educação ambiental. Instrumentos como conselhos municipais de defesa do meio ambiente, agenda 21 local, fiscalização por parte dos órgãos do SISNAMA (como as secretarias municipais do meio ambiente), são importantes neste processo. Sem educação ambiental como fator de equilíbrio sustentável, corre-se um grande risco.

A qualidade de vida do homem, depende da qualidade e estabilidade do ambiente onde ele vive, trabalha e retém o seu sustento. Ar e água poluídos, alimentos contaminados por agrotóxicos e outros tipos de poluição urbana e industrial, afetam drasticamente a qualidade de vida do homem. Pode-se concluir, que para se manter a qualidade de vida e até mesmo a vida sob a terra, as sociedades humanas devem mudar radicalmente sua postura e suas ações em relação ao meio ambiente. Este fenômeno somente será possível através da educação ambiental, não só de crianças, mas também dos adultos, da população e dos trabalhadores em geral. A educação ambiental é um processo de conscientização, as pessoas precisam aprender a mudar seu relacionamento com o meio ambiente.

Nossa esperança é que através da educação ambiental, possamos atingir este grau de conscientização e equilíbrio em prol da preservação do meio ambiente, do desenvolvimento sustentável e principalmente da qualidade de vida das pessoas. Onde há qualidade de vida, há cidadania e direitos humanos assegurados.

Autor:

Sidney Grippi é Biólogo, pós-graduado em Engenharia Ambiental pela Escola de Engenharia da UFRJ, pós-graduado em Perícia e Auditoria Ambiental pelo Centro de Estudos Ambientais da Universidade Estácio de Sá / RJ, possui especialização em Meio Ambiente pelo Instituto Tecnológico Ambiental Mapfre - Espanha, Environmental Auditor and Lead Assessor for Quality Systems. Conselheiro do CFBio – Conselho Federal de Biologia. E-mail: grippi@resenet.com.br


Consulte o banco de dados da Rede CTA-UJGOIAS
O Universo Jurídico do Estado de Goiás
http://www.ujgoias.com.br - ujgoias@ujgoias.com.br

"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"    Peter Drucker


Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas, no Estado de São Paulo

amyra@netdoctors.com.br - www.sindecon-esp.org.br

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico