ctapeq.gif (3027 bytes) Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 -
amyra@netdoctors.com.br

03027000092 - Environment Justice x Finance - Paralelo 666: quando a fome supera a vontade de comer - Por Serrano Neves 25/10/00

Environment Justice x Finance

Paralelo 666: quando a fome supera a vontade de comer

Por Serrano Neves*

Pesquisa das áreas de maior interesse para o eleitor, a propósito do segundo turno das eleições para prefeito em Goiânia, capital de Goiás, colocou em destaque SAÚDE, SEGURANÇA PÚBLICA e DESEMPREGO, na ordem, com 61%, 57% e 55%. Nada demais se a EDUCAÇÃO não estivesse em quarto lugar com 38%. Na minha visão de mero habitante da plataforma social, as pessoas entrevistadas querem apenas estar seguras, saudáveis e empregadas, e isto está a parecer com a necessidade de sobreviver, ainda que não tão bem preparadas pela educação para a luta pela sobrevivência.

A questão do menor abandonado divide o espectro dos interesses com 17%, que eu chamaria de percentual de solidariedade: existem pessoas pensando em pessoas que estão em desvantagem na luta pela sobrevivência.

Trânsito com 14% não me permite concluir se é a elite-motorizada reclamando, embora o transporte coletivo corresponda a apenas 8% do interesse, percentual igual ao da habitação, o que me inclina a reforçar a visão da sobrevivência: morar e deslocar-se é secundário, vez que não consigo ver que tal universo esteja morando ou sendo transportado de modo satisfatório, visão para a qual contribuiem os 7% anotados para a falta de opções de lazer.

Até esse ponto o leitor crítico está duvidando que eu tenha razão, pois outros significados podem ser extraídos dos números apresentados. No entanto, consultado o rol que é apresentado ao fim, o interesse sobre o meio ambiente vem de apenas 5% dos entrevistados, e isto não seria tão importante se os itens limpeza e iluminação públicas, rede de esgotos, calçamento de ruas, praças e jardins, e abastecimento de alimentos e água, todos eles de natureza ambiental, não estivessem em igual ou inferior patamar.

Bem, foi isto que atraiu minha atenção.

Como habitante desta plataforma social sei que não estou no paraíso, como sei também que, por não conhecer o universo amostral, posso estar errando grosseiramente. No entanto, converso com pessoas nas ruas, e o resultado dessas conversas, quando somado com outras informações aponta existir, realmente, um intervalo muito grande entre o necessário e o desejável: os interesses imediatos pela sobrevivência superam em muito os interesses que reuni como ambientais.

Ter saúde, segurança e trabalho estariam garantindo o dia de amanhã, a educação poderia acontecer depois de amanhã, e o resto em um dia qualquer no futuro.

Para que saúde, segurança e trabalho formem uma tríade construtiva é necessário que os outros interesses estejam contidos nela, sem o que a tríade se apresenta com a sua mais mínima feição: um mínimo de saúde, um mínimo de segurança e um mínimo de trabalho. Essa feição mais mínima é exposta todos os dias pelos meios de comunicação nos programas do tipo "a voz do povo".

Como, então, exigir desse povo uma demonstração maior de interesse pelas variáveis ambientais ?

A casa do trabalhador fica bem quando ele e sua família estão bem, e a quantidade desse bem tem força para murar o quintal, plantar flores e embalar convenientemente o lixo.

Não creio que ações educativas, por si só, resolvam, como por exemplo a apresentação de um cardápio novo com fotos e descrições que estimulem a vontade de comer. É que existe uma fome maior, dominante, que não pode perder tempo com cardápios senão o titular da fome perece.

A fome produz úlceras no estômago e na dignidade, diminui os interesses e prejudica o discernimento.

Razoável que nesta renovação dos dirigentes políticos sejam empreendidas ações que saciem as fomes, para que saúde, segurança e trabalho sejam consequência da reunião dos demais interesses, colocando o homem como destinatário das variáveis ambientais, tirando-o da condição atual de sobrevivente.

O Paralelo 666 existe.

Áreas de maior interesse para o eleitor (O Popular de 21.10.2000), em percentual:

Saúde 61, Segurança pública 57, Desemprego 55, Educação 38, Menor abandonado 17, Trãnsito 14, Habitação 8, Transporte coletivo 8, Falta de opção de lazer 7, Limpeza pública 5, Iluminação pública 5, MEIO AMBIENTE 5, Rede de esgotos 4, Calçamento de ruas e avenidas 2, Praças/jardins/parques 2, Abastecimento de alimentos 2, Abastecimento de água 2, Nenhuma destas 2, Não sabe/não opinou 1.

  Serrano Neves* é Procurador de Justiça do Ministério Público e Coordenador do Universo Jurídico do Estado de Goias - email: serrano@cultura.com.br - www.ujgoias.com.br


Consulte o banco de dados da Rede CTA-UJGOIAS
O Universo Jurídico do Estado de Goiás
http://www.ujgoias.com.br - ujgoias@ujgoias.com.br


"Sei que meu trabalho é uma gota no oceano.
Mas sem ele, o oceano seria menor..."   Madre Teresa de Calcutá

Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas, no Estado de São Paulo

amyra@netdoctors.com.br - www.sindecon-esp.org.br

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico