03027000105 - Environment Justice x Finance - ASHOKA/Empreendedor@s Sociais - www.ashoka.org.br - Seleção e Fellowship Brasil e Paraguai 18/11/00


ctapeq.gif (3027 bytes) Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br

Seleção e Fellowship Brasil e Paraguai 

Ashoka é uma instituição da sociedade civil, sem fins lucrativos, cuja missão  primeira é identificar e investir em indivíduos, líderes que dedicam suas vidas ao  desenvolvimento de idéias inovadoras voltadas para a solução de problemas sociais  graves. A estes indivíduos especiais a Ashoka denomina empreendedores sociais.

A Ashoka sempre acreditou que mudanças sociais sistêmicas devem ser   encabeçadas por homens e mulheres com capacidade de liderança, criatividade e   determinação para resolver de forma efetiva questões sociais emergenciais não apenas em suas comunidades, mas para além delas. A Ashoka apóia empreendedores sociais   em todas as áreas da problemática social, tais como: educação, saúde,   desenvolvimento rural, desenvolvimento urbano, gênero, relações raciais, redução dos  níveis de pobreza, crianças e adolescentes em situação de risco social, etc.

Uma das crenças fundamentais da Ashoka é que estas idéias sejam capazes de se  transformar em modelos paradigmáticos de intervenção social a serem disseminados  para outras comunidades e/ou regiões do país, de forma a provocar transformações  profundas na realidade social vigente.

As outras duas missões da Ashoka são: constituir uma rede internacional de  empreendedores sociais, e promover e fortalecer o conceito de empreendorismo social  enquanto profissão.

Fundada em 1980, a Ashoka, com sede em Washington DC (EUA), hoje reúne mais  de 1.100 empreendedores sociais em 38 países ao redor do mundo.

A Ashoka no Brasil

Como uma das missões da Ashoka é criar uma associação internacional de  empreendedores sociais, busca-se tornar esta associação efetiva e eficiente através de  uma série de programas de apoio a estes empreendedores sociais a nível nacional e  internacional para acelerar o grau de impacto social de suas idéias e agregar valor ao  conteúdo de seus trabalhos.

O programa da Ashoka no Brasil foi criado em 1986, e já selecionou mais de 200  empreendedores sociais.

Assim a Ashoka criou no Brasil dois escritórios que lideram programas específicos. 

Cada um destes escritórios desenvolvem programas independentes com administração  autônoma, embora trabalhem em estreita colaboração.

Seleção e Fellowship Brasil e Paraguai 

Diretora Internacional: Mônica de Roure

Coordenadora: Ana Bustamante 
Rua Visconde de Pirajá, 82 - sala 308 
22410-000 - Rio de Janeiro - RJ 
Tel: (21) 523-6811  - Fax: (21) 523-6799 
e-mail: ashoka@ashoka.org.br

Este programa desenvolve também atividades no Paraguai desde 1996.

Centro de competência para Empreendedores Sociais Ashoka/Mckinsey 
Diretora Internacional: Anamaria Schindler 
Coordenadora: Vivianne Naigeborin 


Rua Alexandre Dumas, 1711  - Edifício Birman 12 - 12o andar  - 04717-004 - São Paulo - SP  - Tel: (11) 5189-1461  - Fax: (11) 5189-1700 
e-mail: ccesbr@amcham.com.br

PROGRAMA DE SELEÇÃO  Sobre o processo de seleção

A cada ano a Ashoka seleciona em torno de 17 novos membros no Brasil e no  Paraguai. Indivíduos que claramente têm uma idéia inovadora e nítidas características  pessoais de um empreendedor social.

Todos os candidatos passam por um rigoroso processo de seleção, que envolve várias  etapas e níveis de entrevista. A cada ano, o programa recebe em média 300  pré-propostas e aprova em torno de 15 candidatos ao ano.

Critérios de seleção:

Ao longo dos anos, a Ashoka desenvolveu e aperfeiçoou um conjunto de critérios para  identificar empreendedores sociais. Para ser selecionado como fellow da Ashoka, o  indivíduo deve ter:

Uma idéia nova. 

Esta pessoa é inspirada por uma idéia verdadeiramente nova para resolver um  problema social? 

Criatividade. 

Trata-se de uma pessoa criativa tanto em sua visão como na definição de objetivos e  na solução de problemas? Ela está determinada a continuar trazendo contribuições  criativas, além desta idéia, ao longo de sua vida? 

Personalidade empreendedora.

É impossível para esta pessoa descansar até que sua visão se torne um novo modelo  para a sociedade, mesmo que isto envolva anos de incansáveis lutas para superar  uma miríade de questões do tipo "como fazer"?

Impacto social.

A nova idéia, uma vez demonstrada, é prática e útil o suficiente para que outros a  adotem? Quantas pessoas serão beneficiadas por esta idéia? Em que grau e em que  medida elas serão beneficiadas?

Fibra ética. 

Se você estivesse em perigo, confiaria instintivamente nesta pessoa? Confiaria nela publicamente?

As etapas da seleção: 

Etapa 1 - Escrutínio preliminar/entrevista 

A pessoa que se candidata apresenta uma carta-idéia ou uma pré-proposta. Após a avaliação do material enviado a diretoria do progroma marca, caso o aprove, uma  entrevista e, quando possível ou necessário, uma visita de campo. Verifica também  as referências da pessoa que se canditata. Caso fique claro que tem um perfil  adequado aos critérios da Ashoka, a pessoa passa para a etapa seguinte do processo, a entrevista de segunda opinião.

Etapa 2 - A entrevista de segunda opinião 

A entrevista de segunda opinião é conduzida por uma pessoa da equipe da  Ashoka-Arlington treinada especialmente para isto ou por um membro do Conselho Internacional que não tenha tido contato anterior com o caso apresentado e que  venha de fora do país. Esta revisão da candidatura consiste basicamente numa  entrevista de três a sete horas de duração na qual se levantam mais informações  sobre a história de vida do candidato, a nova idéia e a estratégia para implementação  e difusão daquela idéia.

Etapa 3 - O painel de seleção 

Conduzido por um membro do Conselho Internacional da Ashoka ou por um  profissional senior da equipe da Ashoka (em muitos casos, pela pessoa que conduz  a entrevista de segunda opinião), o painel de seleção se compõe de três a quatro  pessoas de reconhecido conhecimento e atuação no terceiro setor e que, ao mesmo  tempo, estejam familiarizadas com os critérios de seleção da Ashoka.

Etapa 4 - Aprovação pelo Conselho Internacional 

Para garantir que cada candidato preencha os critérios internacionais da Ashoka, o  Conselho de Diretores funciona como uma instância final de verificação no processo  de seleção da Ashoka.

Tipo de apoio financeiro: 

A Ashoka fornece apoio financeiro sob a forma de bolsas de manutenção, baseadas  nos gastos pessoais de cada candidato, por um período de até três anos, para que  esses empreendedores possam se dedicar em tempo integral ao completo  desenvolvimento de seu trabalho. A Ashoka não financia projetos, bolsas de estudo,  projetos de pesquisa, viagens, nem supre necessidades específicas de outra ordem.

Recentemente lançado no Brasil, este programa tem por objetivo potencializar o  trabalho de empreendedores sociais ligados à Ashoka. Este programa estimula  trabalhos de colaboração entre estes empreendedores, encontros desenhados por área  de atuação para que tenham oportunidade de trocar experiências, discutir  metodologias bem sucedidas, inserção ou atuação em políticas públicas, relação com  os programas oficiais, criação de rede de apoio a projetos específicos, relações com o  movimento social e demais segmentos do Terceiro Setor.

Como cada associado da Ashoka é um expert em sua área de atuação e como estas  áreas não são estanques, a preocupação básica deste programa é estimular o  desenvolvimento de parcerias a fim de intervir de forma efetiva nas principais agendas  nacionais no que se refere a mudanças de paradigma e cultura na área social.

Outros objetivos deste programa são: disseminar o conceito de empreendedorismo  social no país e engajar outros setores da sociedade num sistema de colaboração tal  que possa acelerar o impacto social dos trabalhos liderados pelos empreendedores  sociais da Ashoka.

  
Seleção e Fellowship 
Centro de Competência para Empreendedores Sociais

Rua Visconde de Pirajá, 82 - sala 308  - 22410-000 - Rio de Janeiro, RJ  - Tel: (21) 523.6811 - Fax: (21) 523.6799  - e-mail: ashoka@ashoka.org.br

Rua Alexandre Dumas, 1711  - Edifício Birman 12 - 12o andar  - 04717-004 - São Paulo, SP - Tel: (11) 5189.1461 - Fax: (11) 5189.1462 - e-mail: ccesbr@amcham.com.br 
 

Roteiro Para Redação de Carta-Idéia

A carta-idéia é o primeiro passo do processo de pré-seleção da Ashoka. Por meio  dela, buscamos os elementos iniciais para a avaliação das candidaturas a fellows. Por  isso, solicitamos uma apresentação por escrito e datilografada ou em arquivo Word  (.doc) de não mais que cinco páginas, que contenha os seguinte dados:

1.Um diagnóstico resumido da problemática à qual a ação proposta responde,  quer dizer, uma breve análise qualitativa e quantitativa do contexto no qual se  desenvolve a idéia;

2. Uma apresentação sintética da idéia-ação proposta, enfatizando: a  originalidade, como e por que sua idéia se distingue de outros tipos de  intervenção existentes na mesma área de atuação no país; a etapa atual de  desenvolvimento da idéia; o impacto social da idéia no momento atual e seu  potencial futuro -- explicitar a relação entre as mudanças propostas e o número  de beneficiários diretos e indiretos;

3. A metodologia utilizada, ou seja, como se desenvolve efetivamente trabalho?

4. As metas: qual é a estratégia, a curto, médio e longo prazo, prevista para a  mplementação da idéia? Como pensa difundir os resultados de seu trabalho?

5. Uma descrição de sua trajetória de vida e profissional, indicando sua relação  com a criação e dedicação à idéia-ação. 

Divulgado por  Maria de Fátima Oliveira <fatimao@medicina.ufmg.br>

Lista Bioética