03027000312 - Dos transgênicos à discussão sobre a existência ou não da neutralidade da ciência - Por Eloah Margoni 13/06/01 - Environment Justice x Finance

Rede CTA-UJGOIÁS
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - SINDECON Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br

CTA - CONSULTANT, TRADER AND ADVISER  - GERADORES DE  NEGÓCIOS NOS MERCADOS FUTUROS E DE CAPITAIS


Environment Justice x Finance

Dos transgênicos à discussão sobre a existência ou não da neutralidade da ciência

Por Eloah Margoni*

A Associação Paulista de Medicina aqui de Piracicaba, entidade de classe conceituada no meio médico, que conta com associados de gabarito, de capacidade profissional reconhecida e respeitada, encerrou seu congresso anual com uma palestra sobre os alimentos transgênicos , a qual se entitulou: "A realidade sobre os transgênicos". Mesmo assim, a APM deixou claro que as idéias veiculadas pelo palestrante não traduziam posições oficiais da entidade. E isso é verdade; a escolha do mesmo foi feita, antes de mais nada, pelo acaso. Quis o acaso que o orador tivesse uma visão muito favorável aos alimentos transgênicos. Mas poderia ter sido convidado, por mera casualidade, ao invés daquele, um outro, orador único também, já com idéias diametralmente opostas, isto é, contrárias à produção de alimentos transgênicos... Porém, em qualquer das situações, já que haveria um só enfoque e devido à relevância do assunto e à dimensão mundial que tal discussão tomou, acorreriam, como acorreram, algumas pessoas, agrônomos inclusive, atentos à questão, para colocar "o outro lado da moeda", uma vez que a palestra foi aberta ao público.

Acabou por ocorrer situação de debate. Positiva, ao que tudo indica. Em dado momento, os opositores dos transgênicos, nos quais nos incluímos, fomos acusados de utilizar argumentos "emocionais". Quem fez a afirmativa usou o termo equivocadamente Confundiu-se a palavra "emocional" com a "ideológico". Sim, o que está em questão é a ideologia! Alegou-se lá, que a tecnologia científica é pura, neutra, soberana, inexorável, irrefreável, etc...; algo parecido, aliás, com o conceito que se pode ter de "Deus". Por falar nisso, é de se admirar que nesta maravilhosa época, a ciência ainda não tenha provado, cabalmente, a existência ou a inexistência de Deus, nem a da alma, do céu ou de reencarnação...e assim mesmo a maioria das pessoas seja religiosa e insista em crer em alguma coisa . Até mesmo os técnicos e cientistas têm suas crenças e religiões muitas vezes, tal é o espírito humano. E a metafísica procura explicar coisas que não se situam no plano material. Por outro lado, a ética, a bioética aí estão para discutir questões complexas que a o avanço da ciência suscita. A própria medicina tem sua ideologia . Não fosse assim, porque buscaria com tanto esmero e empenho métodos para prolongar a vida de uma espécie que tem um número tão grande de indivíduos!? Isso não é sequer lógico, mas se torna não só lógico, mas digno, nobre, obrigatório, um verdadeiro compromisso, à luz da ideologia que, teoricamente, a medicina abraça.

A ciência não é, absolutamente, neutra. Ela serve a grupos, a governos, a princípios e a visões de mundo. Os cientistas, sendo humanos, podem ser verdadeiros intelectuais, sensíveis, ou revolucionários, ou equivocados, ou alienados, ou ingênuos, ou tolos, ou gananciosos, ou corruptos, ou mais de uma coisa ao mesmo tempo. Mas a tecnologia, esta nunca é neutra. Serviu ao III Reich, ao comunismo, ao império romano, e serve à moderna sociedade de consumo, aos interesses financeiros de grandes empresas e corporações, e por aí vai.

O pai indireto da "bomba atômica", consta, teria ficado abalado psicologicamente, a sério, ao descobrir, horrorizado, a que interesses, inconsciente e ingenuamente ele servira como físico, crendo no purismo e na isenção científica...O mais chato disso tudo, é que, num tal contexto, cabe-nos tomar uma posição em relação a muitos assuntos. Mesmo na indiferença, na omissão, estamos tomando algum partido, estamos servindo à algo, à uma ou outra corrente. Descermos do muro torna-se imperioso muitas vezes. E prestar atenção para, perante nossa própria consciência, perante nosso senso ético, descermos do lado correto.

Eloah Margoni* é médica, acupunturista, pela Faculdade de Medicina de Campos em 87, cursou agronomia na ESALQ- USP , ecologista e militante ambientalista   Email: <eloahm@terra.com.br>


Consulte e Participe
FONTE D'ÁGUA http://www.ces.fau.edu/online
Quebrando barreiras idiomáticas no mundo das águas
FLORIDA CENTER FOR ENVIRONMENTAL STUDIES

"Uma gota d’água pingou na palma de minha mão. Agora posso dizer, sem medo de errar: a Vida cabe na palma de minha mão."  Marisa M. Machado
----------------------------------------------------------------------
Rede Comunicação Internacional CTA-UJGOIAS/CES FAU
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!

ONG Consultant, Trader and Adviser  - Projeto CTA
Sindicato dos Economistas, no Estado de São Paulo e
Universo Jurídico do Estado de Goiás

Consulte nosso Banco de Dados www.ujgoias.com.br  
Conheçam o Projeto CTA www.sindecon-esp.org.br
Visite o Guia das Águas Brasileiras http://www.ipb.8m.com/guiaguas.htm

UJGOIAS email: ujgoias@ujgoias.com.br
CTA email: ctaujgo@terra.com.br
FONTE D'AGUA email: fontedagua-request@ces.fau.edu