Lgcta2.gif (7527 bytes)

Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 -
amyra@netdoctors.com.br


03027040002 - Environment Justice x Finance - WWF - Fundo Mundial para Biodiversidade - Relatório Planeta Vivo - www.wwf.org.br - Procuram-se: Mais dois planetas 22/10/00

Environment Justice x Finance -

WWF - Fundo Mundial para Biodiversidade

Relatório Planeta Vivo - www.wwf.org.br 

Procuram-se: Mais dois planetas

Brasília - Se cada ser humano consumir os recursos naturais e emitir dióxido de carbono nos mesmos níveis que um cidadão médio dos Estados Unidos, Alemanha ou França (1) seriam necessários, pelo menos, mais dois planetas Terra. A conclusão é da organização ambientalista WWF ao lançar o seu Relatório Planeta Vivo 2000 - uma análise sobre a "saúde" do planeta divulgada anualmente. O Relatório Planeta Vivo 2000 revela que os ecossistemas de florestas, água doce e marinha sofreram redução de 1/3 desde 1970. A principal degradação ocorreu nos trópicos e regiões temperadas do Hemisfério Sul do planeta como resultado do consumo dos habitantes do Hemisfério Norte (2). 

Segundo o editor do Relatório, Jonathan Loh, "são os consumidores das nações ricas das regiões temperadas do Hemisfério Norte os principais responsáveis pela atual perda da riqueza natural nos trópicos".

O Relatório Planeta Vivo 2000 enfatiza que a área necessária para gerar os recursos naturais consumidos e absorver o dióxido de carbono emitido pela ação do homem dobrou desde 1961 e em 1996 era 30% maior do que a área disponível - levando à uma preocupante redução do "capital natural".

O Relatório utiliza pela primeira vez uma medida da pressão das ações do ser humano sobre os ecossistemas globais, chamado de "Impacto Ecológico". Essa medida revela a área biológica produtiva necessária para produzir os alimentos e madeira que cada país consome. Revela também a área necessária para cidades, estradas e outras obras de infra-estrutura e para absorver as emissões de dióxido de carbono provenientes da queima de combustíveis fósseis.

"A única forma de reverter essa tendência perigosa é começar a encarar com seriedade os recursos naturais do planeta", observa o professor Ruud Lubbers, presidente do WWF Internacional. "O ser humano não pode se dar ao luxo de continuar usando os recursos naturais da forma como vem fazendo". Ainda segundo Lubbers, "o Impacto Ecológico nos mostra os limites da produtividade da natureza e fornece uma ferramenta útil para medir e monitorar a sustentabilidade dos recursos naturais. O WWF conclama os líderes da União Européia que serão responsável pela Estratégia de Sustentabilidade na Cúpula de Gotemburgo, em 2001, e os líderes mundiais que participarão da Conferencia Rio+10, em 2002, para que adotem o conceito de Impacto Ecológico para que possam determinar formas de limitar a pressão do ser humano sobre a natureza. Temos que pensar a longo prazo, pois apenas tomamos emprestado esse planeta dos nossos filhos e netos." 

A área necessária para gerar os recursos naturais consumidos e absorver o dióxido de carbono emitido por um cidadão americano médio é quase duas vezes a área necessária pelo cidadão da Europa ocidental e perto de cinco vezes maior do que aquela necessária pelo cidadão médio dos países da Ásia, África e América Latina.

(1) O mesmo aplica-se à quantidade consumida pela média dos habitantes de muitos países ricos do globo, incluindo Austrália, Canadá, Reino Unido, República Checa, Hong Kong, Suíça, Arábia Saudita, Estônia, Suécia, Noruega, Finlândia, República da Irlanda, Nova Zelândia, Dinamarca, Kuwait, Singapura e Emirados Árabes Unidos.

(2) O Índice Planeta Vivo - o indicador do WWF para medir a situação dos ecossistemas naturais do mundo, produzido em colaboração com UNEP-WCMC (United Nations Evironmental Program e World Conservation Monitoring Centre) - é baseado na população de espécies animais nos ecossistemas de floresta, água doce e marinhos. Entre 1970 e 1999, esses ecossistemas apresentaram redução, em média, de 12%, 50% e 35%, respectivamente.

Para informações adicionais checar o site do WWF na Internet:
www.wwf.org.br 

Ana Claudia Barbosa - Assessora Imprensa - WWF email: <ANA@wwf.org.br>


Consulte o banco de dados da Rede CTA-UJGOIAS
O Universo Jurídico do Estado de Goiás
http://www.ujgoias.com.br - ujgoias@ujgoias.com.br

"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"    Peter Drucker


Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas, no Estado de São Paulo

amyra@netdoctors.com.br - www.sindecon-esp.org.br

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico