Lgcta2.gif (7527 bytes)

 

Rede CTA-Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br


03027043002 - Environment Justice x Finance - Manifesto Internacional - Ainda Erika - ERIKA, la marée noire de trop ! Porque esta campanha ? - Tradução por Lucas Matheron

Environment Justice x Finance - Manifesto Internacional  

Ainda Erika - ERIKA, la marée noire de trop !   Porque esta campanha ?

Tradução por Lucas Matheron*

A catastrofe do Erika relembra para nos que a proteçao do meio ambiente nao é um "sub-produto" natural da atividade econômica. Por causa de um logica econômica sedenta de lucros imediatos e de uma legislaçao ineficiente, centenas de kilometros de litoral foram contaminados.

Milhares de aves recobertos de oleo sao a expressao a mais visivel do desastre ecologico. Os danos à vida social e econômica sao também importantes.

Apos o choque na opiniao publica produzido por um derramamento demais, os posicionamentos politicos devem ter reflexo nas legislaçoes nacionais e internacionais. A presidência francesa na Uniao Europeia deve ser a força maior desta evoluçao.

O risco de ver todas as boas intençoes desaparecerem junto com as ultimas câmaras de televisao é real. Todo deve ser feito para que nao haja um outro Erika. Apos o Amoco-Cadiz, o Erika e as multiplas limpezas de navios em alto mar, temos que por um fim ao laxismo. Uma verdadeira politica de prevençao e de regulamentaçao do afretamento maritimo deve ser promovida.     "Maré preta" no litoral da Bretagne (France)   Dia 12/12/99, o petroleiro "ERIKA", a serviço da multinacional TOTAL, quebrou-se em duas partes quando navegava a uns 50 km do litoral da Bretagne.   Apesar de não ter havido vítimas humanas, o petróleo (aproximadamente 10.000 toneladas) derramado no mar e as condições meteorológicas desfavoráveis podem gerar uma catástrofe ecológica.   No dia seguinte, as duas partes do navio tinham afundado por 120 m de profundidade e lá estão até hoje.   Ao todo, são 28.000 toneladas de petróleo (das quais uma parte está ainda nos tanques do navio afundado) que ameaçam o ecossistema marinho e costeiro. As condições meteorológicas e a natureza do produto tornam as tentativas de bombeamento, ou dispersão, totalmente ineficazes.   Para o CEDRE ( Centro de Documentação e Pesquisa e Experimentações sobre a poluição acidental das Águas) o produto, pela sua natureza de tipo ' goma de mascar', apesar de 'pouco tóxico', é altamente poluidor e 28.000 t deste poderiam poluir mais que as 240.000 t do "Amoco Cadiz" (na época a serviço da SHELL) derramadas na mesma região em 1968.    A zona de naúfrago preocupa muito os pesquisadores por ser uma região de "invernagem" de aves e mamíferos marinhos como pinguins, 'guillemots, ... entre outras.   Para os "Verdes", ambientalistas franceses, é a Empresa TOTAL a responsável por ter afretado um navio velho, 'cansado', que não atende às normas mais recentes de segurança, navegando sob bandeira da Ilha de Malta, conhecidos por serem os mais complacentes quanto aos controles de segurança e manutenção dos navios.   Concluindo, reproduzimos a frase dos 'Verdes' que traduz a opinião da maioria dos observadores:   " Este naúfrago não se deve à fatalidade. Si "Erika" quebrou-se não é por causa do mar, nem provavelmente da tripulação. É por causa da busca do 'mais barato sempre' ".   Mais uma vez, é o Meio Ambiente a vítima.   De acordo com: "L'actualité de la Nature"   -  http://www.univers-nature.com   CyberAçao iniciada dia 04/05/2000

Na precedente cyberaçao contra TOTAL houveram 4500 retornos. Precisamos melhorar ainda e forçar o Governo francês que assumira, em julho proximo, a Presidência no Parlamento europeu, a modificar urgentemente as regulamentaçoes dos transportes maritimos para produtos poluentes.   Obrigado pela sua açao que vem apoiar e complementar a Campanha de Agir pelo Meio Ambiente, ATTAC, Bretagne Vivante, SEPNB, CIELE, Confederaçao dos Agricultores, Liga dos Educadores, LDH, O mundo de Gaia, LPO, Surfrider Foundation, WWF et grupo dos dez: Erika, um derramamento demais, do qual você encontrara abaixo a argumentaçao:   Os objectivos desta campanha   Os objetivos desta campanha repercutam em niveis francês, europeu e mundial. Para evitar novas catastrofes com derramamento de oleo implica respostas de todos os interlocutores, desde os armadores aos afretadores passando pelas companias de classificaçao, as seguradoras, os paises aceitando bandeiras "de complacência", os Estados costeiros e a Organizaçao Maritima Internacional aos quais solicitamos intervençao para mudar, uma vez por todas, as regras do jogo.

Acabar com os navios-lixeiras !

A idade média da frota mundial dos navios-tanques era, em 1993, de quatorze anos. A persistência de se manter navios velhos limita as chances de renovar esta frota; permite baixar demais as tarifas dos transportes maritimos, o que inibe os investimentos em navios novos e custosos.

As leis do mercado devem mudar e, por isso, precisa-se de uma nova legislaçao invalidando o uso de navios velhos e inseguros.

Derramamento, a Total !

Durante semanas, o presidente de TotalFinaElf , Sr. Thierry Desmarets, tentou escapar à questao das indenizaçoes das vitimas do derramamento. Finalmente, ele reconheceu uma possivel responsabilidade relativamente à escolha do navio.

Até o momento, as indenizaçoes nao contemplam as despesas reais geradas pelo derramamento. Os profissionais do mar e do turismo estao levando prejuizos enormes provocando situaçoes de desespero.

Se a companhia TotalFinaElf fosse obrigada a pagar integralmente as vitimas quer seja do ponto de vista econômico, sanitario ou ecologico, certamente reestudaria com mais atençao medidas de prevençao associando segurança e respeito pelo meio ambiente.

Do Erika ao efeito estufa

A catastrofe do Erika é apenas a parte visivel do iceberg. É o sintoma de um mal muito maior que nos afeta:  o efeito-estufa, provocado principalmente pelas emissoes de gazes gerados pela industria petro-quimica e causando o aquecimento do planeta;

Pelo protocolo de Kyoto, varios paises, dos quais a França e os paises europeus engajaram-se para reduzir sensivelmente as emissoes desses gazes, CO2 (dioxidio de carbono) e SO2 (dioxidio de enxofre).

Na realidade, para atingir estes objetivos, temos que limitar a consomaçao de petroleo na fonte e repensar a politica dos transportes, reconsiderando a visao "todo-petroleo" dominante, bem como alavancar uma politica energetica ambiciosa, promovendo as energias renovaveis.

Esta açao permite de levar a sua opiniao ao Primeiro Ministro da França, ao Presidente da Comissao Europeia, ao Presidente de TotalFinaElf e ao animador de Cyber Acteurs (assessorado pela associaçao ambientalista Flora Brasil para os paises lusofonos), para avaliar o impacto desta açao.

Alain Uguen - Cyber Acteurs Flora Brasil <florabrasil@uol.com.br>    COMO FAZER   Senhor Primeiro Ministro, Senhor Presidente da Comissao Europeia, Senhor Presidente de Total Fina Elf

A catastrofe do Erika nao é um acaso. Escolhendo um navio velho de 25 anos, o Presidente de TotalFinaElf tornou-se responsavel pelos danos econômicos, sanitarios e ecologicos produzidos pelo derramamento de oleo.  consequentemente, ele deve assumir plenamente a responsabilidade financeira e eventualmente penal deste drama.

Enquanto consumidor-ator cidadao, associo-me à campanha lançada por 12 ONG para reinvindicar:

- umas orientaçao europeia restritiva; - a aplicaçao real e rapida das medidas anunciadas pelo governo francês; - o financiamento efetivo de:

1) restauraçao dos ambientes naturais; 2) a eliminaçao dos residuos; 3) o acompanhamento médico das pessoas que tiveram contatos com os produtos transportados; 4) dos prejuizos sofridos por toda a economia local; 5) do bombeamento do conteudo do navio afundado.

 Obrigado Senhores pela vossa atençao.

Assinatura

- Copiar e colar o texto entre as marcas

- Copiar e colar os seguintes endereços: premier-ministre@premier-ministre.gouv.fr , romano.prodi@cec.eu.int , Thierry.Desmarest@total.com , - Copia a: Alain Uguen -Flora Brasil florabrasil@uol.com.br   - Indicar a sua cidade e assinar - Colocar assunto: ERIKA - Enviar

Para saber mais Doaçoes - Les dons éventuels destinés à assurer l'indépendance financière sont à expédier à l'ordre de: CYBER ACTEURS C/O Alain UGUEN 152 rue F.Pelloutier 29000 QUIMPER KEMPER Tél : 02 98 90 49 34 Fax : 02 98 52 09 58 adéle : alain.uguen@wanadoo.fr

Lucas Matheron* é coordenador da ONG Flora Brasil, colaborador e representante do Projeto CTA na Agenda 21 Francesa email: lucas.mh@wanadoo.fr


"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"     Peter Drucker

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico