05041000121 - Dicas Didáticas (119) - Congressos, Comunicados, Cursos, Reunião FNMA, ISO 14.001 04/04/01 - Information Commodities

Rede CTA-UJGOIÁS
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - SINDECON Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br

CTA - CONSULTANT, TRADER AND ADVISER  - GERADORES DE  NEGÓCIOS NOS MERCADOS FUTUROS E DE CAPITAIS


Information Commodities - Dicas Didáticas (119)

Congressos, Comunicados, Cursos, Reunião FNMA, ISO 14.001


Comunicado - Ministério do Meio Ambiente

O seminário de instrumentos econômicos foi transferido para 20 a 24 de agosto.
Luiz Camargo de Miranda
Diretor de Produção e Meio Ambiente
Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável
Ministério do Meio Ambiente
f: +55(61)317-1093 fax +55(61) 224-0658- <luiz.miranda@mma.gov.br>


O Instituto Socioambiental

Código Florestal: comissão mista define cronograma de trabalhos

Em reunião ocorrida ontem, parlamentares decidiram realizar visitas à Amazônia e ao Paraná, a fim de preparar um novo projeto para converter a medida provisória 2.080-60 em lei

A comissão parlamentar mista formada para converter em lei a Medida Provisória nº 2.080-60, que altera artigos da lei 4.771/65, o chamado Código Florestal, definiu ontem (20/03) um cronograma de trabalhos para os próximos dois meses. Na prática, a definição de uma nova agenda significa a retomada efetiva dos trabalhos da comissão mista, paralisados desde maio de 2000, quando a aprovação do texto do relator, deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR), suscitou forte reação da opinião pública.

Na ocasião, a rejeição pública à proposta do deputado paranaense gerou um acordo de lideranças que resultou na adoção, por parte do governo federal, da proposta fechada no Conama como texto da MP (na época, MP 1.956, renumerada para MP 2.080 em dezembro). Embora a negociação entre líderes tenha previsto a reformulação da comissão mista - majoritariamente formada por parlamentares identificados como ruralistas -, sua composição continua a mesma, tendo o senador Jonas Pinheiro (PFL-MT) como presidente e o deputado Micheletto como relator.

O cronograma de trabalhos prevê três viagens para o mês de abril. No dia 19 de abril, a comissão se deslocará para Rio Branco (AC) e no dia seguinte, para Porto Velho (RO), a fim de conhecer in loco duas diferentes experiências de zoneamento econômico-ecológico na Amazônia. Por sugestão do relator da comissão, foi agendada uma viagem à Toledo, interior do Paraná, para que a comissão verifique a realidade dos produtores rurais da região.

A comissão definiu ainda que serão agendadas audiências com os ministros da Casa Civil, do Meio Ambiente, da Agricultura, dos Transportes e das Minas e Energia para tratar de questões específicas relacionadas a cada pasta. Antes de ser votado na comissão mista, a proposta do relator será apresentada em audiência pública aos integrantes da Câmara Técnica do Conama responsável pela reformulação do Código Florestal. A comissão mista pretende ter um projeto de conversão negociado e apto a ser levado para votação no plenário do Congresso até o fim do próximo mês de maio. (Marco Antonio Gonçalves/ ISA-DF, 21/03/01)

UBIRACY ARAUJO <fubiracy@yahoo.com.br>
To: <d_ambiental@yahoogroups.com>


Machado sediará o primeiro curso de especialização em Cafeicultura

Orgânica do país

A Escola Superior de Agricultura e Ciências de Machado é responsável pela organização do curso de especialização em Cafeicultura Orgânica, que terá início em março deste ano. O mercado de produtos orgânico, em especial o de café, vem crescendo mundialmente a taxas superiores a 20% ao ano, segundo a FAO. Acompanhando essa tendência, A Escola vem oferecer ao setor agropecuário mais esta oportunidade de aperfeiçoamento tecnológico. Trata-se de um curso que tem por objetivo formar profissionais de nível superior, com capacitação tecnológica para exercerem funções de docentes para o exercício superior e preservação do meio ambiente e controle de poluição ambiental, em estabelecimentos ligados à cafeicultura e ao beneficiamento de café, estando aptos para a intermediação eficiente entre os níveis de gerenciamento e os de operadores com menor qualificação profissional. O profissional qualificado pelo curso estará apto a atuar nas seguintes áreas:

Os professores convidados para ministrar o curso são pós-graduados nas áreas ligadas ao tema e vêm de instituições renomadas como a UNESP, UFLA, EPAMIG, Escola Agrotécnica, EFOA, além de contar com os professores ligados às escolas mantidas pela FEM – Fundação Educacional de Machado. O curso contará com as seguintes áreas temáticas: Iniciação Científica, Estatística e Experimentação Agrícola, Ecologia Aplicada, Agricultura Orgânica, Agrossilvicultura, Controle Alternativo de Pragas e Doenças do Cafeeiro, Metodologias Participativas de Desenvolvimento Rural, Manejo de Microbaciais, Controle da Poluição, Cafeicultura Orgânica, Administração Rural de Propriedades Orgânicas, Planejamento, Marketing e Comercialização de Café Orgânico e Metodologia de Ensino Superior.

A carga horária total será de 300 horas, com duração de dez meses e as inscrições podem ser feitas na Secretaria da ESACMA. Maiores informações pelo telefone 3295-3578 ou pelo e-mail: esacma@fem.com.br. Detalhes do curso podem ser obtidos, ainda, no site: www.fem.com.br/agronomia.

 <joaomanga@uol.com.br>


KPMG certifica T.W.Espumas com ISO 14001

Líder no mercado brasileiro de espumas para o setor automotivo, TWE recebe o atestado de preservação ao meio ambiente no dia 29 de março, às 12h,na fábrica de Caçapava (SP).

             A T.W.Espumas, maior fornecedora de espumas de poliuretano para o mercado brasileiro de interiores automotivos, recebe no dia 29 de março, às 12h, na fábrica de Caçapava (Rodovia Presidente Dutra, 129, Jardim América), o certificado ISO 14001, que atesta uma política ambiental adequada dentro dos modernos preceitos de respeito ao meio ambiente. O certificado será entregue pela KPMG, uma das maiores empresas de consultoria e de auditoria, credenciada para emitir a certificação da série ISO 14000 mundialmente.

Pertencente ao grupo canadense The Woodbridge, a TWE opera no Brasil desde 1996 em três plantas: Betim (MG), São Bernardo do Campo (SP) e Caçapava (SP). Fabrica espumas moldadas flexíveis de poliuretano para bancos automotivos, detendo mais de 80% de participação no mercado brasileiro. O faturamento anual da empresa é de US$ 45 milhões. Fornece cerca de 1,35 milhões/ano de kits de espumas para carros (assento e encosto dos bancos). Entre seus clientes estão: Lear (Fiat, Mercedez Benz Juiz de Fora, Volkswagen e GM); Johnson Controls (Ford, GM, Toyota. e Volkswagen); ISRI (Fiat Iveco, Scania, Volvo, Mercedez Benz), e TS Tech (Honda).

“O Certificado ISO 14001 é a constatação de que a TWE respeita o meio ambiente, nossos colaboradores e as comunidades nas quais convivemos”, afirma Airton Cicchetto, gerente geral para América do Sul do grupo The Woodbridge. A preocupação ambiental é decorrência da cultura do grupo, que opera em mercados muito exigentes nesta área, como Canadá, Estados Unidos, Japão e Europa. “O ISO 14001 torna a empresa mais competitiva em sua cadeia produtiva”, diz Pedro Melo, sócio da KPMG, que fará a entrega do certificado. As unidades brasileiras do grupo canadense estão posicionadas entre as melhores do mundo em termos de performance, produtividade, eficiência, qualidade, ausência de acidentes e controle de geração de resíduos. São também certificadas nos sistemas de qualidade QS 9000, específico para o setor automotivo.

The Woodbridge Group foi fundado em 1978 e atualmente tem 48 unidades distribuídas entre fábricas e escritórios na Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Egito, França, Inglaterra, Itália, Japão, México, Polônia e Estados Unidos.Produz anualmente 18 milhões de kits de espumas moldadas flexíveis de poliuretano para carros (assento e encosto dos bancos), detendo 40% da produção mundial de carros/ano. O faturamento global obteve um crescimento de 16% nos últimos três anos alcançando

A KPMG tem hoje uma equipe de mais de 108 mil funcionários, entre sócios, diretores, gerentes e staff, distribuídos em 830 cidades de 160 países. No Brasil, conta com uma equipe de mais de mil funcionários baseados em oito cidades: São Carlos e Campinas, interior de São Paulo, capital paulista, Rio de Janeiro, Curitiba, Salvador, Porto Alegre e Belo Horizonte.

 Mais informações para a imprensa:

Attachée de Presse

Adriana Flávia

Tel.: (11) 3849 4122  adriana@attachee.com.br


Capital social e autonomia são temas do Artigo do Mês no Portal do NEAD

Uma profunda reflexão sobre as organizações sociais de base, fruto de muitos estudos e trabalhos de campo, está contida em um texto exclusivo que o professor Aécio Gomes de Matos, professor da Univiversidade Federal de Pernambuco e consultor do NEAD, preparou para a seção Artigo do Mês, já disponível no portal do NEAD – www.nead.gov.br.  

Em seu texto “Capital Social e Autonomia”, Aécio Gomes de Matos, analisa a necessidade do desenvolvimento da independência da comunidade em relação “aos agentes externos, representantes do saber, detentores das relações institucionais e do acesso aos recursos”. Segundo ele, “deve-se sempre buscar fortalecer a organização da comunidade local, sem interferir nas decisões, contribuindo apenas como facilitador dos processos”.

O autor esmiúça as controvérsias sobre o conceito de capital social, citando diversos autores, criticando conceitos e explicitando, por fim, sua própria opinião. Para Aécio Gomes de Matos, se as diversas formas de organização autônoma das comunidades forem apoiadas de maneira adequada, “por metodologias não-diretivas, podem frutificar em direção ao fortalecimento da organização dos assentamentos, dos movimentos sociais e do capital social dos agricultores familiares”.

Na seção Artigo do Mês, os internautas podem fazer comentários acerca dos textos publicados, como também acessar as opiniões sobre o mesmo tema emitidas por outros leitores.

NEAD - Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural-Endereço:SCN Quadra 1 Bloco C

Edifício Trade Center - Conjunto 512 - CEP 70710-902 - Brasília - DF - Telefax (61) 328-8661

home page: www.nead.gov.br - e-mail: boletim@nead.gov.br 

 Jornalistas responsáveis: Netto Costa e Andréa Aymar


I N F O R M A T I V O    FNMA

Fundo Nacional do Meio Ambiente

ANO 3  Nº  10 - NATAL,   24  de março de 2001
Elaborado pelo representante das ONG´s da Regiao Nordeste no FNMA

1 - INTRODUCAO: 

  A 31 reuniao ordinaria do Conselho Deliberativo do FNMA nao contou com a presença do presidente, o Ministro Jose   Sarney Filho, mostrando mais uma vez a pouca importancia que eh dada aquele colegiado. O Secretario Executivo - o  Sr.  Jose Carlos Carvalho - compareceu rapidamente na abertura afastando-se em seguida para o tradicional cumprimento de   agenda. A reuniao , polemica e tensa, foi conduzida de maneira satisfatoria   pelo Secretario Adjunto – Sr. Freire.  Um dos  principais fatores a influir negativamente nessa reuniao foi a grande renovacao pela qual passou o FNMA nesse inicio de  ano, incluindo a saida do Diretor Sr. Luiz Carlos Ros Filho, o qual deixou um passivo grande de assuntos a resolver e com  uma pessima passagem de servico para a nova Diretora - Sra. Eliane.

2 .  31 REUNIAO ORDINARIA DO CONSELHO DELIBERATIVO DO FNMA

Data: 22 e 23 de março de 2001.       

Local: Centro de Formacao do Banco do Brasil          

Início:  9 h

2.1- Pauta:
a)   A primeira causa de tumulto na reuniao , pois o governo so estava interessado na convocacao para aprovacao de  editais, enquanto as ONGs tinham outros assuntos a serem incluidos. Sendo o principal deles a questao do Regimento  Interno, para o qual o Sr. Jose Carlos definiu no inicio uma  reuniao extraordinaria para tratar o assunto. Protestamos que  isso seria um desperdicio de dinheiro publico , uma vez que so faltava um artigo a ser definido pelo CD. Diante da ameaça  das ONGs tirarem o quorum da reuniao ficou acertado de que o assunto entraria na pauta.

b) Aprovação de ata da 14 Reuniao Extraordinaria: Aprovada sem a nossa participacao, pois a antecipacao da reuniao   impediu a nossa chegada a tempo. Nao a assinamos por conter termos com os quais nao concordavamos.

c)  Ordem do Dia:
c.1. Analise e Aprovacao dos Projetos de demanda induzida - editais 04/2000 e 05/2000.
c.1.1. Edital de Estruturacao de Rede de Fomento a oferta de sementes de especies florestais  (04/00):
Foi apresentado ao CD a classificacao de cinco propostas no valor total de R$ 2.447.746,93 ,  a metade do valor aprovado  para o edital. Os proponentes classificados foram: Fundacao para a Conservacao de Producao Florestal de SP, UnB -  Depto Engenharia Florestal, Universidade do Amazonas, IBAMA-DF e Universidade Federal de Santa Catarina – o que  contemplou todas as regiões geograficas do pais.
c.1.2. Edital  Amazonia Sustentavel(05/00): Para as  tres chamadas   foram classificadas 15 ONGs , sendo a maioria do  Acre. Com um valor total de R$ 1.089.527, o que deixou um saldo de R$  1.910.473 no valor originalmente aprovado para  o edital.
c.1.3. Novos Editais : devido a sobra dos editais 04 e 05  o CD aprovou a imediata publicacao de dois novos editais nos  mesmos moldes para que fossem disponibilizados os recursos ainda este ano.
c.1.4.Edital 07/00:  A demanda induzida ficou prejudicada pela rigidez dos editais e o maior exemplo esta sendo o 07/00 –  Pequenos Projetos (caatinga) , que mesmo com a prorrogacao do prazo ainda ha poucos interessados.

c.2.  Julgamento de projetos da demanda espontanea: Foram apresentados apenas dois  projetos novos, o que sinaliza  algum problema com a demanda espontanea. Alertamos a nova Diretora   sobre a necessidade de uma maior divulgacao do  FNMA. Dos retirados de pauta da reuniao anterior (14 E), sobre inventario estadual de residuos solidos industriais, um foi  aprovado(ES) e outro reprovado(SC) . Os dois novos foram aprovados, sendo que fomos relator do projeto de  Recuperacao e Conservacao da bacia do Rio Pitimbu – RN .

c.3. Processo Eleitoral dos representantes das ONGs: Os companheiros do Norte e Centro – Oeste, por nao terem   interesse na reeleicao,  esqueceram um planejamento estrategico das ONGs em nao renovar a totalidade de seus  representantes no proximo mandato. Com isso fortaleceram a vontade do governo em ter representantes novos para que a  memoria das discussoes e reivindicacoes da sociedade civil seja prejudicada. Devido a   indiferença  da Presidente da  Comissão Eleitoral - Julia Feitosa (Ongs N) uma grande lambança foi formada com a inclusao da proibicao da reeleicao no   atual edital das eleicoes.

Historico: Por unanimidade o CD retirou a proibicao do decreto que regulamenta a Lei do FNMA em 08/12/99 por   entender que esse eh um caso que deve ser tratado internamente nas ONGs. Tambem considerou fato consumado a  eliminacao da proibicao da reeleicao do Regimento Interno atualmente em discussao. Apenas o processo eleitoral deve ter  regulamentacao especifica atraves de portaria sem a proibicao de reeleicao. Na reunião da Comissão Eleitoral a secretaria  do CD, D. Lucia Mazilli ,  nao sabemos se por vontade propria ou orientacao superior,   induziu os membros da Comissao  a aceitarem a proibicao da reeleicao. Desrespeitando a decisao recente do CD e com base em um RI de 1996 que nunca foi  publicado no DOU – portanto sem valor.
Colocamos  entao o grande impasse : pode um RI nao publicado no DOU valer mais que o Decreto debatido no CD e já  publicado hah um ano?  Pois vejam como sao as coisas , o governo conseguiu um parecer da “juridica” do MMA  mostrando que isso eh possivel, tornando praticamente sem necessidade a existencia do DOU. Para a “juridica” o RI valido  eh o de 1996. Comunicamos ao CD que somos candidatos a reeleicao e que vamos impetrar um  mandato de segurança  para desfazer o noh, pois nem governo e muito menos os companheiros do N e CO  quiseram voltar atras no erro cometido.

c.4. Discussao e aprovacao do novo Regimento Interno :
Apesar de estar pendente apenas um item de um artigo o CD resolveu discuti-lo todo novamente.
c.4.1.Começamos pelo item do impasse em que o governo queria tirar o direito do CD de aprovar a proposta de orcamento  anual para o FNMA. Varios argumentos foram colocados por dois membros do Governo que polemizaram muito a reuniao,  todos inviabilizando essa necessidade. Felizmente a nossa proposta venceu e o item foi mantido.
c.4.2. Foi colocado no RI o Diretor do FNMA como a terceira pessoa a assumir a presidencia das reunioes do CD.  Registramos nosso voto contrario devido aos transtornos jah ocorridos com essa pratica em 2000 e a necessidade politica  da presidencia ser assumida pelo escalao superior do MMA.
c.4.3. Reeleicao : foi acrescido um artigo que permite a reconducao dos representantes de ONGs por mais um mandato ,  sendo aprovado por unanimidade. Portanto o CD aprovou mais uma vez a reeleicao dos representantes de ONGs.
c.4.4. Conclusao:  Apos a aprovacao do novo RI solicitei o prazo da publicacao   e fui informado pelo pessoal do governo  que ninguem dah ordem ao Ministro. Portanto , na visao deles o Ministro publica quando quiser.
Teste: Qual dos tres regimentos do FNMA estah valendo?
a- O ultimo publicado no DOU em 1991;
b- Aquele que a “juridica” deu parecer favoravel (1996);
c- O RI recentemente aprovado pelo CD do FNMA.

c.5. Aprovacao do Relatorio de Gestao 2000: O CD votou pela aprovacao desde que se fizessem algumas modificacoes.
Fomos o único voto contra por considerarmos que o relatorio jah foi divulgado antes de submetido para  aprovacao pelo  CD, eh inverossimil e nao contem as propostas e reivindicacoes da sociedade civil.
c.6. Outro fato digno de registro eh de que a representacao da ABEMA mais uma vez nao compareceu a reuniao,  permanecendo ainda obscuras as  intencoes da sua entrada fortuita no CD.
d) Assuntos de ordem geral:

d.1. ENCONTRO AMBIENTAL: Depois da farsa da realizacao feita pelo antigo Diretor, a nova Diretora solicitou um  tempo para pensar na viabilizacao do  evento. Sugerimos que ele seja feito dentro dos preparativos da RIO+10 em conjunto  com o Forum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentavel.
d.2. Novo golpe no orcamento para 2001: Dos  R$ 46 milhoes prometidos para o FNMA este ano o governo jah cortou  R$ 16 milhoes, justamente aqueles oriundos da Lei do petroleo(ANP)e que jah estavam comprometidos com os novos  editais de residuos solidos.

d.3. RECURSOS ORIUNDOS DE MULTAS APLICADAS PELO IBAMA: o Governo continua misterioso e enrolado  para cumprir o repasse de 10% , conforme estabelece a regulamentacao da Lei de Crimes Ambientais; (SEGUNDO  REPETECO)  Agora surgiu mais uma versao: o dinheiro nao foi repassado ao  Fundo devido a uma Medida Provisoria que  o destinou para outros fins. Vamos entrar com uma representacao no Ministério Público Federal para que o assunto seja   esclarecido e apurada as responsabilidades.
d.4. Capacitacao das ONGs: O programa divulgado está atrasado devido a falta de parceiros . Eh, para isto o governo nao
tem dinheiro.
d.4. Acesso na Internet para informações complementares:             http://www.mma.gov.br


3. Próxima reunião : 16,17 e 18 de maio / 2001
4. Conclusao : Com os acontecimentos dessa reuniao ficou bem clara as intencoes do Governo em impor limites  constrangedores ao Conselho Deliberativo, transformando-o   numa mera peça ficticia de participacao social. Como nao  somos coniventes com essa tendencia estamos divulgando todos os fatos para a sociedade civil e tomando as providencias  que estiverem ao nosso alcance.
Solicitamos aos companheiros ambientalistas o envio de criticas e sugestoes a essa representacao, pois entendemos que isso  eh basico para realizarmos um bom trabalho.

SOLON MAURO SALES FAGUNDES
Representante das ONG'S do Nordeste no FNMA
aspoan - ASSOCIACAO POTIGUAR  AMIGOS DA NATUREZA
Telefone:  0xx84 - 211  5499   Telefax:  0xx84 - 219 4000        

e-mail:  aspoan@mail.com
CAIXA POSTAL 1.300 NATAL  - RN  -  BRASIL  59.075-970  


Instituto Ecológico Aqualung

CURSOS EM MEIO AMBIENTE

Certificação Ambiental Profissional - http://www.uol.com.br/instaqua/cap.htm

Programação para
MARÇO, ABRIL, MAIO e JUNHO de 2001

ABRIL de 2001
Impacto Ambiental e Licenciamento (6ª turma)
Data: sábado, dia 07 de abril de 2001- de 8:00 às 17:30 horas
Instrumentos de Planejamento e Gestão Ambiental (3ª turma)
Data: sábado, dia 21 de abril de 2001- de 8:00 às 17:30 horas
Gestão Ambiental para Hotelaria (4ª turma)
Data: sexta-feira, dia 27 de abril de 2001 - de 9:00 às 18:30 horas

Química Ambiental(1ª turma)
Data: sábado, dia 28 de abril de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
MAIO de 2001
Políticas Públicas Ambientais (1ª turma)
Data: sábado, dia 05 de maio de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
Auditoria Ambiental (4ª turma)
Data: terça e quinta-feira, dias 08 e 10 de maio de 2001 - de 17:30 às 21:30 horas
Gestão de Poluição(1ª turma)
Data: sábado, dia 12 de maio de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável (1ª turma)
Data: sábado, dia 19 de maio de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
Gestão Ambiental para Hotelaria (5ª turma)
Data: sexta-feira, dia 25 de maio de 2001 - de 9:00 às 18:30 horas
Métodos e Técnicas de Pesquisa Ambiental (1ª turma)
Data: sábado, dia 26 de maio de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
JUNHO de 2001
Clima, Energia e Sustentabilidade (1ª turma)
Data: sábado, dia 02 de junho de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
Qualidade e Meio Ambiente(2ª turma)
Data: sábado, dia 09 de junho de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
RAD* nos Ambientes Urbanos e Industriais (1ª turma)
Data: sábado, dia 23 de junho de 2001 - de 8:00 às 17:30 horas
Perícia Ambiental(8ª turma)
Data: segunda e quarta-feira, dias 25 e 27 de junho de 2001 - 
Gestão de Recursos Hídricos(3ª turma)
Data: sábado, dia 30 de junho - de 8:00 às 17:30 horas

Informações e Inscrições
Instituto Ecológico Aqualung
Rua do Russel, 300 / 401, Glória, Rio de Janeiro, RJ. 22210-010
Tels: (0xx21) 558-3428 ou 558-3429        Fax: (0xx21) 558-3419 ou 558-1233
E-mail: 
instaqua@uol.com.br  - http://www.institutoaqualung.com.br


LA RED DE MUJERES AFROCARIBEÑAS Y AFROLATINOAMERICANAS CONVOCA AL ENCUENTRO REGIONAL DE LAS MUJERES AFRODESCENDIENTES HACIA LA III CONFERENCIA MUNDIAL CONTRA EL RACISMO Y AL

III ENCUENTRO DE MUJERES AFROCARIBEÑAS Y AFROLATINOAMERICANAS

que se realizarán en Bogotá Colombia del 2 al 4 de agosto de 2001.

Podrán participar en el Encuentro las integrantes de la Red que hayan sido seleccionadas en procesos Nacionales o que sean nominadas en procesos de Coordinación entre varias organizaciones o integrantes de la Red de cada país.

La Agenda del Encuentro es la siguiente:

  1. III Conferencia Mundial contra el Racismo: Estrategias de Incidencia y Seguimiento de las Mujeres Afrodescencientes de América Latina y el Caribe.
  2. Agenda y Estrategias de la Red de Mujeres Afrocaribeñas y Afrolatinoamericanas 2002-2006
  3. Elección del Equipo de Coordinación y Sede de la Red.

El costo de inscripción es de $75 dólares USA hasta el 30 de junio. A partir del 1 de julio la cuota de Inscripción es $100 dólares USA, que deben depositarse en la cuenta: . La inscripción cierra el 15 de julio, sin ninguna excepción.

Las inscripciones deben de hacerse a la Sede de la Red Fax: (506) 224 9942 o al email: mujeresafro@hotmail.com. Debe adjuntarse la copia del deposito para la inscripción.

Favor distribuir esta convocatoria a las integrantes de la Red de su subregión, país, Estado, Departamento o Provincia.

 Atentamente,
Epsy Campbell Barr
Coordinadora Regional 

Maria de Fátima Oliveira <fatimao@medicina.ufmg.br>


Consulte e Participe
FONTE D'ÁGUA
Quebrando barreiras idiomáticas no mundo das águas
 FLORIDA CENTER FOR ENVIRONMENTAL STUDIES
http://www.ces.fau.edu/online

"Uma gota d’água pingou na palma de minha mão. Agora posso dizer, sem medo de errar: a Vida cabe na palma de minha mão."  Marisa M. Machado

Rede CTA-UJGOIAS - Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas, no Estado de São Paulo e
Universo Jurídico do Estado de Goiás

Consulte nosso Banco de Dados www.ujgoias.com.br 
Conheçam o Projeto CTA www.sindecon-esp.org.br
FONTE D'AGUA email: fontedagua-request@ces.fau.edu
UJGOIAS email: ujgoias@ujgoias.com.br
CTA email: cta@sindecon-esp.org.br