Lgcta2.gif (7527 bytes)

 

Rede CTA-Consultant, Trader and Adviser
Pelo Desenvolvimento Limpo de um Novo Mercado Financeiro!
Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo
Rede - Sindecon Tel/Fax.: 3107.2035 - amyra@netdoctors.com.br


05049000001 - Information Commodities - Londres, Inglaterra - Primeira Feira Mundial de Produtos Florestais Certificados - WWF e FSC  - Fundo Mundial para a Natureza e Conselho de Manejo Florestal

03/06/00 15:07:59

Information Commodities - Londres, Inglaterra

WWF e FSC  - Fundo Mundial para a Natureza e Conselho de Manejo Florestal

Promovem primeira Feira Mundial de Produtos Florestais Certificados

Evento será realizado na Inglaterra nos dias 6 e 7 de junho, no  London Arena (Docklands - Londres)

Brasília (2 de junho) - Na Semana do Meio Ambiente (5 a 11 de junho), o que o consumidor pode fazer para ajudar a preservar as florestas? A resposta é simples: comprar apenas produtos de madeira ou celulose de florestas bem manejadas, onde a extração da matéria-prima está de acordo com as normas de proteção ao meio ambiente. Produtos feitos a partir de materiais que possuam o selo verde do FSC - Conselho de Manejo Florestal (Forest Stewardship Council), uma entidade internacional independente que estabelece elevados padrões para a exploração de florestas.

Para mostrar que a certificação de florestas é eficaz e viável, o FSC está realizando entre os dias 6 e 7 de junho no London Arena, em Londres, a Feira Mundial de Produtos Certificados de Madeira e Papel, o maior evento já realizado sobre certificação e exploração sustentável das florestas. A Feira tem o apoio do WWF que, paralelamente ao evento, organiza no mesmo local a Conferência do Milênio da Campanha "Florestas Para a Vida". Um dos convidados especiais da Feira e da Conferência é o Governador do Acre, Jorge Viana, que vai apresentar os projetos que pretende realizar no setor.

Da fabricação de papel à casas de madeira, passando por móveis e acessórios, os produtos florestais estão incorporados ao nosso dia a dia, mas só nos últimos anos consumidores de países da Europa e dos Estados Unidos começaram a exigir que a origem dos produtos florestais fosse conhecida, como forma de ajudar a conter a destruição das florestas. A indústria madeireira, que sempre desempenhou o papel de vilão quando a questão é degradação ambiental e desmatamento, pela primeira vez comparece à um evento do gênero como parceira do esforço de conservar as florestas mundiais, apoiando a certificação de seus produtos.

Mais de 800 delegados representando 86 companhias produtoras e distribuidoras de produtos de origem certificada de 60 países estarão presentes ao evento. Pela primeira vez vai ser possível encontrar num único espaço os mais variados produtos originários das florestas obedecendo a rigorosos critérios sociais e ambientais. De móveis de marcas famosas à tábuas de pão, pincéis, assentos de vaso sanitário, canetas e lápis feitos em madeira.

Já existem perto de 10 mil produtos com selo do FSC em todo o mundo e já são quase 20 milhões de hectares de florestas certificadas em 32 países. A meta estabelecida pelo WWF e pelo FSC é atingir 200 milhões de hectares certificados até o ano 2005. O Brasil, dono de um terço das florestas tropicais do mundo, ocupa um lugar de destaque neste universo: já possui 9 florestas certificadas pelo FSC, totalizando cerca de 680 mil hectares explorados de forma sustentável, entre plantações e matas nativas da Amazônia. Além disso, criou recentemente seu "Grupo Comprador", formado por 41 empresas brasileiras que se comprometeram a utilizar matéria prima certificada. "A certificação do FSC pode abrir novos mercados para a madeira brasileira, além de contribuir decisivamente para frear o desmatamento", disse o secretário geral do WWF-Brasil, Garo Batmanian. A Feira será o primeiro passo para aumentar a oferta de produtos com o selo do FSC no Brasil, atendendo também o mercado interno; a maior parte da madeira produzida na Amazônia é consumida no próprio País.

Na Semana do Meio Ambiente do ano 2000, o WWF acredita que a economia florestal sustentável é a alternativa viável e lucrativa que o Brasil deveria adotar ao entrar no Século XXI. Além de manter suas reservas ambientais como um capital natural, o país estaria ainda se qualificando para competir de igual para igual num mercado internacional cada vez mais exigente e preocupado com os impactos ambientais.

Mais informações com
Lígia Girão - Assessora de Comunicação do WWF
Tel: (61) 248 28 99
E-mail: ligia@wwf.org.br


"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"     Peter Drucker

[ Topo ]

UJGOIÁS - O Universo Jurídico